23/10/2017

Dia Mundial da Biblioteca Escolar




O Dia da Biblioteca Escolar é celebrado na quarta segunda feira do mês de outubro.

Este dia tem como objetivo destacar a importância das bibliotecas escolares na educação, assim como promover o gosto pela leitura.
A data foi comemorada pela primeira vez em outubro de 1999.
Outubro é o mês internacional das bibliotecas escolares.
As bibliotecas escolares desempenham um papel muito importante nas escolas e são um veículo de transmissão de conhecimento, não apenas através dos livros mas também das atividades que aqui se desenvolvem.

Exemplos de atividades para o Dia da Biblioteca Escolar
  • Promover sessões de leitura dos principais livros infantis portugueses.
  •  Selecionar textos ou poemas e lê-los em sala de aula
  • Convidar os alunos a trocarem livros entre si, partilhando os livros que mais gostaram de ler.
  • Visualizar filmes infantis que destaquem a importância da leitura.
  • Propor a cada aluno a escrita de um pequeno conto infantil, tendo como tema principal a leitura e as bibliotecas escolares.
  

Com o tema deste ano "Ligar comunidades e culturas" pretende-se transmitir a ideia de que o Mês Internacional da Biblioteca Escolar liga comunidades de aprendizagem, comunidades sociais e culturais em todo o mundo. O objectivo é que em outubro, se celebre a importância das bibliotecas no desenvolvimento das novas competências da literacia e a consciência da sua importância na afirmação de uma cultura pedagógica que atenda às necessidades dos alunos no século XXI, para além da literacia da informação, promoção da leitura, literacia digital, formação de leitores críticos, construção da cidadania, reforço da inclusão social, cultural, desenvolvimento de boas práticas, sustentabilidade e modelos de colaboração assentes na interdisciplinaridade entre bibliotecários e professores.

O concurso de ideias “Ligando comunidades e culturas” é a iniciativa que a RBE (Rede de Bibliotecas Escolares) lança este ano para assinalar o MIBE (Mês Internacional da Biblioteca Escolar). O seu objetivo principal é fomentar um debate em torno do tema. Desse debate surgirão as ideias-chave e as estratégias para que a biblioteca se apresente como o lugar onde se ligam comunidades e culturas.



20/10/2017

Bullying



 O Dia Mundial de Combate ao Bullying assinala-se a 20 de outubro.

A data é um alerta internacional para o problema do bullying com que muitos jovens vivem. Segundo a UNICEF, uma em cada três crianças do mundo, entre os 13 e os 15 anos, é vítima de bullying na escola regularmente.

Consciencializar a população mundial para esta forma de violência, apoiar e incentivar as vítimas a denunciarem estas graves situações e encontrar formas de as prevenir, são os desafios colocados por esta data, visto que a luta contra o bullying não é uma tarefa de um dia, nem de um grupo de pessoas, mas sim de todos os dias do ano e de todas as pessoas.

Nesta data são promovidas campanhas de prevenção e combate ao bullying, sobretudo nas escolas, e são revelados relatórios de estudo sobre este problema social.
Em Portugal as vítimas de bullying podem recorrer à APAV para obterem apoio. No site da APAV encontra-se informação útil e ajuda para este problema.

A família é uma das estruturas mais importantes na prevenção e no combate à violência praticada contra crianças e jovens, assim como a escola. 
Os pais devem perguntar diariamente aos filhos sobre o dia na escola e perceber pelas respostas se os filhos permanecem tristes ou distantes, o que pode ser indicativo de problemas de bullying
Os pais devem encorajar os filhos a expressarem o que sentem, a dizerem “não” quando estão desconfortáveis e a não reagirem com violência, para não gerir ainda mais violência.


16/10/2017

Dia Mundial da Alimentação



O Dia Mundial da Alimentação celebra-se anualmente a 16 de outubro.
O dia 16 de outubro marca o dia da fundação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, em 1945.
A celebração do Dia Mundial da Alimentação foi estabelecida em novembro de 1979 pelos países membros na 20ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura. Neste dia realizam-se muitas atividades relacionadas com a nutrição e a alimentação, com a participação de cerca de 150 países, incluindo Portugal. Todos as atividades e informações podem ser encontradas no site FAO.

Objetivos do Dia Mundial da Alimentação

  • Alertar para a necessidade da produção alimentar e reforçar a necessidade de parcerias a vários níveis;
  • Alertar para a problemática da fome, pobreza e desnutrição no mundo;
  • Reforçar a cooperação económica e técnica entre países em desenvolvimento;
  • Promover a transferência de tecnologias para os países em desenvolvimento;
  • Encorajar a participação da população rural, na tomada de decisões que influenciem as suas condições de vida.
Em 2016 o tema do Dia Mundial da Alimentação foi: "O clima está a mudar: a comida e a agricultura também devem mudar”.
Estima-se que o número de habitantes do planeta vai ultrapassar os nove bilhões de pessoas em 2050 e que a produção mundial de alimentos vai ter de aumentar em 60% para conseguir dar resposta às necessidades alimentares da população mundial.

13/10/2017

Formação de Utilizadores











As turmas do 5º ano, receberam uma formação sobre a utilização e funcionamento da Biblioteca, como aceder ao catálogo coletivo e sobre o regulamento.


11/10/2017

Curiosidades



 A caligrafia de Prakriti Malla, uma menina nepalesa, com 14 anos, já lhe valeu um prémio e muitos elogios, levando a que seja sugerida por muitos utilizadores como um dos novos tipos de letra que a Microsoft deveria lançar para poder ser usada nos documentos criados através dos seus programas.




Prakriti Malla, uma jovem nepalesa de 14 anos, está a correr o mundo

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/caligrafia-de-menina-vale-premio-e-muitos-elogios?ref=HP_Grupo1
A caligrafia de Prakriti Malla, uma jovem nepalesa de 14 anos, está a correr o mundo

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/caligrafia-de-menina-vale-premio-e-muitos-elogios?ref=HP_Grupo1
A caligrafia de Prakriti Malla, uma jovem nepalesa de 14 anos, está a correr o mundo. A 'letra' bonita da menina já lhe valeu um prémio e os elogios de todos, levando já a que seja sugerida por muitos utilizadores como um dos novos tipos de letra que a Microsoft deveria lançar para poder ser usada nos documentos criados através dos seus programas. O YouTube, o Instagram e até o 9gag foram algumas das redes onde a caligrafia de Malla foi apresentada e amplamente divulgada. A 'letra' da menina já lhe valeu o título de celebridade da internet, por ter "a caligrafia mais bonita do mundo".

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/caligrafia-de-menina-vale-premio-e-muitos-elogios?ref=HP_Grupo1
A caligrafia de Prakriti Malla, uma jovem nepalesa de 14 anos, está a correr o mundo. A 'letra' bonita da menina já lhe valeu um prémio e os elogios de todos, levando já a que seja sugerida por muitos utilizadores como um dos novos tipos de letra que a Microsoft deveria lançar para poder ser usada nos documentos criados através dos seus programas. O YouTube, o Instagram e até o 9gag foram algumas das redes onde a caligrafia de Malla foi apresentada e amplamente divulgada. A 'letra' da menina já lhe valeu o título de celebridade da internet, por ter "a caligrafia mais bonita do mundo".

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/caligrafia-de-menina-vale-premio-e-muitos-elogios?ref=HP_Grupo
A caligrafia de Prakriti Malla, uma jovem nepalesa de 14 anos, está a correr o mundo. A 'letra' bonita da menina já lhe valeu um prémio e os elogios de todos, levando já a que seja sugerida por muitos utilizadores como um dos novos tipos de letra que a Microsoft deveria lançar para poder ser usada nos documentos criados através dos seus programas. O YouTube, o Instagram e até o 9gag foram algumas das redes onde a caligrafia de Malla foi apresentada e amplamente divulgada. A 'letra' da menina já lhe valeu o título de celebridade da internet, por ter "a caligrafia mais bonita do mundo".

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/caligrafia-de-menina-vale-premio-e-muitos-elogios?ref=HP_Grupo1
A caligrafia de Prakriti Malla, uma jovem nepalesa de 14 anos, está a correr o mundo. A 'letra' bonita da menina já lhe valeu um prémio e os elogios de todos, levando já a que seja sugerida por muitos utilizadores como um dos novos tipos de letra que a Microsoft deveria lançar para poder ser usada nos documentos criados através dos seus programas. O YouTube, o Instagram e até o 9gag foram algumas das redes onde a caligrafia de Malla foi apresentada e amplamente divulgada. A 'letra' da menina já lhe valeu o título de celebridade da internet, por ter "a caligrafia mais bonita do mundo".

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/caligrafia-de-menina-vale-premio-e-muitos-elogios?ref=HP_Grupo1

06/10/2017

Prémio Nobel da Literatura


Kazuo Ishiguro

Depois de Dylan, o escritor nipo-inglês satisfaz a nova fixação da Academia Sueca: a música. Ishiguro escreveu letras e queria ser músico. Ficou pelo caminho e publicou oito livros.


Depois de Bob Dylan tudo poderia acontecer ontem no anúncio do mais recente vencedor do Prémio Nobel da Literatura. Pelo menos, venceu um "escritor", Kazuo Ishiguro, mesmo que como alguns logo disseram seja um autor cada vez mais fascinado pelo fantástico na sua obra, como é o caso do último romance (e de outro de 2005) em que efabula sobre uma Inglaterra distópica. Que não é japonês como o nome dá a entender, mas inglês por viver desde tenra idade na ilha devido aos seus pais terem ido habitar para a Inglaterra e, posteriormente, ter optado por esta nacionalidade.

Quem é Kazuo Ishiguro? A secretária permanente da Academia sueca descreveu-o como sendo uma nebulosa que anda por aí no universo literário: "Se misturarmos Jane Austen e Franz Kafka, encontramos Ishiguro de uma forma resumida. Será preciso acrescentar a esta mistura um pouco de Marcel Proust, e sem se misturar muito, temos a sua escrita. Que é ao mesmo tempo um escritor de grande integridade e que desenvolveu um estilo muito próprio". Minutos antes, Sara Danius tinha justificado a escolha de Ishiguro assim: "Alguém, que em romances de uma grande força emocional, não esconde o abismo entre o sentido do ilusório e a sua ligação para o mundo".

O site do Nobel deu imediatamente início a um inquérito em que se opta por já leu ou não Kazuo Ishiguro? Os gráficos eram explícitos na relativa ignorância do autor, pois em duas mil respostas nas duas horas seguintes só 39% referia que conhecia a obra do ex-nipónico e agora inglês. Mas há muitos leitores que gostam da sua obra e acompanham o seu percurso, é o caso de Salman Rushdie, seu amigo e um dos que mais uma vez perdeu a corrida do Nobel, que logo twitou: "Muitos parabéns ao meu velho amigo Ish, cujo trabalho eu amo e admiro desde que li A Pale View of Hills (As Colinas de Nagasáqui). E ele toca guitarra e compõe canções, também! Roll over Bob Dylan".

Poder-se ia dizer que estava revelada a principal razão da escolha do júri liderado por Sara Danius, que no ano passado impôs o músico norte-americano aos seus colegas, o facto de haver música em força no escritor. O que é assumido pelo próprio pois ainda há uns tempos escreveu um artigo no jornal The Guardian, ilustrado por uma fotografia dele a tocar guitarra, em que contava como a canção de Ruby"s Arms de Tom Waits serviu de inspiração para escrever a versão final do seu romance mais conhecido e premiado, Os Despojos do Dia.

Vale a pena passar os olhos por essa confissão recente, pois Kazuo Ishiguro refere no texto que "as pessoas acham que o escritor deve trabalhar muitas horas", mas ele contrapõe que mais de "quatro horas de escrita contínua diminui o rendimento". Ora, isto dá imediatamente algum suporte às primeiras opiniões que torceram o nariz a esta escolha da Academia Sueca, afinal até as preferências dos apostadores nas agências colocavam no Top 10 escritores com outra dimensão, principalmente com mais obra e muito mais horas de dedicação à escrita. É que Ishiguro não escreveu até ao momento sequer uma dezena de livros, rivalizando esta produção com um número maior de contos e de guiões. Ou não seja o seu livro mais famoso uma espécie de Downton Abbey do passado, onde Emma Thompson e Anthony Hopkins transcendem o texto com as suas interpretações do "aclamado" Os Despojos do Dia.