31/03/2015

TORRE EIFFEL



   Hoje em dia, ir a Paris e não ver a Torre Eiffel é impensável. Mas será que, naquele dia 31 de março de 1889, todos eram unânimes em considerá-la uma obra de arte?
   Vejamos o que diz Bill Bryson, Em casa:

   Muitas pessoas abominaram o projecto, em especial artistas e intelectuais. Um grupo de notáveis, onde se contavam Alexandre Dumas, Emile Zola, Paul Verlaine  e Guy de Maupassant, apresentaram uma carta longa e um pouco excessiva, onde protestavam contra a «poluição de Paris» e argumentavam que «quando os estrangeiros visitarem a nossa exposição vão gritar de espanto: "O quê? É esta a atrocidade que os franceses criaram para nos transmitir a ideia do seu celebradi gosto?"». A Torre Eiffel, continuavam, «era a invenção grotesca e mercenária de um construtor de máquinas».

  A História, e as histórias, repetem-se...


30/03/2015

ARTE NO CEMITÉRIO

Convite com a estátua da Gratidão 

  Em boa hora,  a Câmara Municipal de Viana do Castelo, no passado sábado, proporcionou uma visita ao Cemitério, guiada pelo Doutor Francisco Queiroz, que nos falou da História do local, da estatuária, dos jazigos-capela, da simbologia, dos guarda-vento em madeira, dos jazigos, típicos de Viana do castelo, de...
   Da brochura que cada visitante recebeu, transcrevemos este parágrafo que nos mostra a importância do que nos foi mostrado:

  Em termos de concepção espacial, o Cemitério de Viana do Castelo foi claramente influenciado pelo elitista Cemitério da Lapa, no Porto, sobretudo atendendo à secção norte de jazigos-capela, uma das mais extensas, mais homogéneas e interessantes do país. No tabuleiro inferior da secção da Ordem Terceira, a disposição das catacumbas e seus remates denotam influência galega.

   Duas horas bem passadas que nos permitiu um olhar diferente de um local onde, normalmente, não se vai procurar Arte.

29/03/2015

LEITURAS

  Para estes dias de descanso sugerimos o último livro de Mário Cláudio.


  O fotógrafo é Charles Dodgson, que se tornou célebre com o pseudónimo de Lewis Caroll, e a rapariga é Alice Lidell, que foi a inspiração para Alice no país das maravilhas

28/03/2015

PALAVRAS ALTERADAS

   Há palavras que foram sofrendo alterações de significado ao longo dos anos. Já aqui nos referimos a bicha e à sua utilização, graças a uma cultura de telenovela brasileira.
   A leitura de A daughter's tale, de Mary Soames, filha de Winston Churchill, que nos faz um retrato interessantíssimo deste estadista, mostrando toda a sua preocupação com a família, os pormenores da sua vida cheia de emoções, durante a guerra, as visitas importantes que recebiam na casa de Chequers, ou no nº 10 de Downing St.
   Pois neste livro, na transcrição de cartas e de páginas de diários, a palavra  gay surge com o significado que sempre teve - alegre, jovial - até alguém nos Estados Unidos, há umas décadas, a ter utilizado com outros fins. Reparem nas frases:

     ... but sad as I lost sight of their gay smiling faces.
     ... the Queen is so gay & witty & very pretty...
     General Smuts (so gay & v. kind to me...

  Palavras do mundo? Certamente, palavras de modas...


27/03/2015

AMENDOEIRAS SAKURA

    

  As amendoeiras já são cartaz turístico em algumas zonas do país, mas nada que se compare à loucura do Japão. 
   O programa é elaborado com antecedência, assinalando as datas e os locais onde as amendoeiras irão florir. O nome em japonês é sakura e todos os pormenores são tidos em conta. Os piqueniques debaixo destas árvores são imprescindíveis e há quem vá de véspera marcar lugar sob a mais bonita espécie. Hanami é o nome dessas festas ao ar livre, com comida tradicional desta ocasião, bebida e música


26/03/2015

LUÍS

IN MEMORIAM
(1976-2015)




  Há dias difíceis. Há dias em que as notícias são más e chegam aos pares. Hoje é um desses dias.
   Sabíamos que o Luís estava a atravessar uma má fase da sua vida, mas, neste momento, não pensávamos que o desfecho fosse este.
    Para nós, o Luís é mais do que um escritor de sucesso. É um dos nossos, um dos que por esta Escola passou.
  Recordámo-lo aqui, em 2011, quando voltou à Escola como escritor e encantou todos.

   Luís Miguel Rocha deixou-nos alguns livros que podem requisitar na BE.


IN MEMORIAM

HERBERTO HELDER

1930-2015



25/03/2015

SARAU







Sarau na escola Monte da Ola

     No passado dia 20 de março, as turmas do 5º A e 6º A juntaram-se para a realização de um Sarau organizado pelas professoras estagiárias, alunas do 3º ano da Licenciatura de Educação Básica da Escola Superior de Educação de Viana do Castelo, que estiveram nos últimos tempos a trabalhar um tema de Cidadania Global: A Equidade de Género.
    Este tema foi desenvolvido ao longo de cerca de 5 sessões, onde os alunos puderam discutir ideias e aprofundar os seus conhecimentos, com vista a mudarem as suas atitudes e os seus preconceitos em assuntos relacionados com o tema
     O culminar destas atividades foi um Sarau onde os alunos realizaram várias atividades para os seus pais e restante comunidade escolar.
     A turma do 5º A apresentou um teatro, com um E-Book, e leu alguns poemas e frases ilustradas pelos alunos. Já a turma do 6º A apresentou um vídeo elaborado com o apoio das suas professoras estagiárias onde se retratavam várias situações de desigualdade entre os géneros, no final da apresentação do vídeo realizaram também uma dança que pretendia deixar uma mensagem importante: “devemos deixar a nossa marca para tornar o mundo melhor”!
     O Sarau terminou com um lanche convívio para todos, onde pais e filhos puderam estar juntos e trocar conhecimentos.

      Foi um final de tarde muito agradável! 

24/03/2015

POESIA



EXCESSO DE POESIA

   Ia todos os dias à biblioteca e todos os dias era o primeiro a chegar. Pedia um livro de poesia e sentava-se de frente para a entrada, lendo e fantasiando. Sempre que a porta se abria, descolava disfarçadamente os olhos dum poema e observava quem entrava. Andou nisto anos a fio, entre versos, rimas e sonhos, procurando a mulher da sua vida. Quando a encontrou perdeu-a e em poucos minutos.
   Na realidade, não teve prosa para ela.


Fernando Gomes, Primeira antologia de micro-ficção portuguesa

23/03/2015

DIAS

 Com tantos dias nacionais e internacionais, tanta efeméride, passam-nos despercebidas algumas datas locais. A consulta. com alguma regularidade do blogue Olhar Viana, que recomendamos, chamou-nos a atenção para dois aniversários. 
  No dia 20, o Farol de Montedor fez 110 anos. Podemos consultar aqui todos os pormenores da construção, ou no blogue citado.

   Um dia antes, a 19, o navio-hospital Gil Eanes comemorou 60 anos. 


  Se ainda não os visitaram, aproveitem estes dias de Primavera.
 Sobre os dois temas, a BE tem livros que empresta.

22/03/2015

FILATELIA

                                          



  A exposição do Clube de Filatelia da EBS de Barroselas esteve patente na BE na última semana de aulas. 
  No dia 18, tivemos a oportunidade de ouvir o Professor Marcial, responsável pelo clube, falar sobre Filatelia, sobre o clube e guiar a visita à exposição, com todo o entusiasmo de quem nos está a mostrar algo que lhe é muito querido. No final da sessão, foram dados a cada aluno quatro blocos e duas páginas de selos.
  Esperemos que esta sessão tenha sido a semente do nosso futuro Clube de Filatelia

21/03/2015

PRIMAVERA, FLORES, POESIA

 Para quem puder, uma visita à Holanda, nesta altura, para visitar o jardim Keukenhof, que abriu as portas, ontem, para se apreciar todas as flores e plantas de 2015. Uma excelente forma de começar a PRIMAVERA





 Já que estamos em Amesterdão, vamos visitar o Museu Van Gogh e ver como este pintor nos apresenta as flores. Podemos dar uma espreitadela no Google Art Project.

  E, como só Sophia seria capaz de dizer, em poucos versos:

      Manhã futura
      Era preciso agradecer às flores
     Terem guardado em si,
     Límpida e pura,
     Aquela promessa antiga
     Duma manhã futura.

(Este post é dedicado à Júlia e à Maria de Jesus, cheio de manhãs futuras.)

20/03/2015

ECLIPSE

  




  No dia 30 de agosto de 1905, tal como hoje, ocorreu um eclipse do sol. Nessa altura, não havia os actuais meios de comunicação, pelo que se pode calcular o pânico que se apoderou da população. Um eclipse era sempre visto como um castigo ou o anúncio de uma desgraça, de tempos difíceis.
   Nesse sentido, encontrámos um artigo da Academia de Astrologia, que sugere que o regicídio, ocorrido a 1 de fevereiro de 1908, seria já prenúncio dessa tragédia. No artigo, pode ler-se: na perspectiva astrológica existem três eventos principais relacionados com o regicídio. O primeiro, e mais abrangente, é o eclipse solar de 30 de agosto de 1905 (o único eclipse total visível até à morte do rei), que ocorreu a 6º de Virgem e apresentou um obscuramento de 86%. O mapa  do eclipse sugere a queda de um governante poderoso.

    Este eclipse suscitou diversas observações, estudos e publicações, como esta, cuja capa reproduzimos.



    Cuidado! Não te esqueças que precisas de uma proteção especial para observares o fenómeno.

19/03/2015

MONOPÓLIO




   O Monopólio foi criado há 80 anos por Charles Darrow. A sua comercialização foi rejeitada por ser considerado um jogo demasiado longo, com muitas regras e um tema pouco interessante. Charles construiu as peças à mão e vendeu-as em várias lojas  de Filadélfia. O êxito foi tal que, a empresa que o tinha rejeitado, Parker Brothers, põe o jogo à venda no dia 19 de março de 1935.
  A Portugal chegou nos anos 50, com o nome em português, que, por imposição da Parker Brothers, a partir dos anos 60, teve de ser  alterado para o nome original Monopoly, que se mantém até hoje.
  Uma nova versão mundial será posta à venda em setembro. Lisboa figurará como uma das 22 cidades do mundo, numa das zonas mais caras do tabuleiro.

    Podes jogar Monopoly no CRE.
     

CAMILO E VIANA

    Como tínhamos noticiado, realizou-se a palestra sobre Camilo Castelo Branco, pelo Dr. David Rodrigues, que nos falou da obra do escritor,


da intricada vida familiar,


da direção e colaboração em A Aurora do Lima, assim como dos dois títulos que publicou, em folhetim, neste jornal - Cenas da Foz e Carlota Ângela.


  Aqui, a casa qua Camilo habitou, em Viana, e que foi destruída para, no seu lugar, ser edificada uma nova...


  Uma boa prenda para dar ao Pai - um livro de Camilo. A BE empresta.

18/03/2015

LUZ E GEDEÃO

                

   Neste início da Semana da Ciência, o poema Aurora Boreal, de António Gedeão, cheio de luz.


Tenho quarenta janelas
nas paredes do meu quarto.
Sem vidros nem bambinelas
posso ver através delas
o mundo em que me reparto.
Por uma entra a luz do Sol,
por outra a luz do luar,
por outra a luz das estrelas
que andam no céu a rolar.
Por esta entra a Via Láctea
como um vapor de algodão,
por aquela a luz dos homens,
pela outra a escuridão.
Pela maior entra o espanto,
pela menor a certeza,
pela da frente a beleza
que inunda de canto a canto.
Pela quadrada entra a esperança
de quatro lados iguais,
quatro arestas, quatro vértices,
quatro pontos cardeais.
Pela redonda entra o sonho,
que as vigias são redondas,
e o sonho afaga e embala
à semelhança das ondas.
Por além entra a tristeza,
por aquela entra a saudade,
e o desejo, e a humildade,
e o silêncio, e a surpresa,
e o amor dos homens, e o tédio,
e o medo, e a melancolia,
e essa fome sem remédio
a que se chama poesia,
e a inocência, e a bondade,
e a dor própria, e a dor alheia,
e a paixão que se incendeia,
e a viuvez, e a piedade,
e o grande pássaro branco,
e o grande pássaro negro
que se olham obliquamente,
arrepiados de medo,
todos os risos e choros,
todas as fomes e sedes,
tudo alonga a sua sombra
nas minhas quatro paredes.

Oh janelas do meu quarto,
quem vos pudesse rasgar!
Com tanta janela aberta
falta-me a luz e o ar.

17/03/2015

BALLET

  O nascimento de de Rudolf Nureyev a 17 de março de 1938 fez-nos recordar a importância do ballet, da música ligada ao ballet, de alguns bailarinos famosos e de algumas companhias. A antiga União Soviética foi o berço dos bailarinos mais famosos, como iremos constatar.
   

    Vaslav Nijinsky (1889-1950) bailarino e coreógrafo foi considerado o maior bailarino do século 20. Dançava em pontas, o que era raríssimo entre os bailarinos. Em 1909, juntou-se à companhia Ballets Russes, criado por Diaghilev (1872-1929). Esta companhia foi tão importante que inspirou pintores, como Picasso, estilistas, como Coco Chanel, e músicos, como Stravinsky. Como curiosidade, podemos referir que, durante a estreira de A sagração da Primavera, em 1913, em Paris, houve quase uma batalha entre os apreciadores e os detratores deste moderno ballet ...

    Nureyev, como já vimos, nasceu em 1938, tornando-se um dos maiores bailarinos, depois de Nijinsky. Como ele, desertou da União Soviética, em Paris, em 1961. 
   

  No exílio, Nureyev continuou a sua carreira, agora como par da mais famosa bailarina, a inglesa Margot Fonteyn (1919-1991), para além de uma amizade que durou até à morte da bailarina. O ballet Marguerite and Armand, criado em 1963, por Frederick Ashton, para estes dois bailarinos, inspirado em A dama das camélias, não sendo mais dançado durante o século passado.


  Anos depois, outro ícone russo, que também desertou, neste caso para o Canadá, nascido em 1948 - Mikhail Barishnikov.
   


16/03/2015

CAMILO


  Camilo Castelo Branco nasceu, no dia de hoje, há 190 anos. Camilo esteve ligado a Viana, não só pela amizade aos irmãos Barbosa e Silva, mas por ter sido, por 55 dias, diretor do jornal A Aurora do Lima, entre 7 de abril e 28 de maio de 1857, onde publicou Cenas da Foz e Carlota Ângela, em folhetins.
   A BE vai comemorar esta data, amanhã, tendo convidado o Dr. David Rodrigues, grande estudioso do escritor e da sua obra, autor do blogue Camilo & Viana, entre outros. Ficaremos a conhecer as razões da vinda de Camilo para Viana, a obra magistral do autor, para além de muitas outras curiosidades.
  A palestra  destina-se aos alunos do 10º A que, como preparação, têm vindo a ler Camilo.
    
    Aproveite para ler ou reler Camilo. A BE empresta.

15/03/2015

LEITURAS

  

  Na próxima 6ª feira, às 21.30, na Biblioteca Municipal, no  À conversa com..., um encontro marcado com Inês Pedrosa e o livro Desamparo. Nele, fala-se da solidão, da velhice, do desemprego, mas também de amor, amizade, política, solidariedade.
  Alguns excertos para abrir o apetite para uma leitura com dois registos de português - de Portugal e do Brasil.

   A única vantagem da velhice é a gente poder fazer-se de safado directamente, sem cuidar do que os outros pensam.

     Também ela já fora assim, uma valente lutadora por direitos humanos, bradando e erguendo vendavais. Fora assim até à completa ruína. Depois optara por um género de luta mais modesta, numa escala menor, que lhe permitia viver com serenidade.

     Os videirinhos da política têm raiva a estas figuras que arregaçam as mangas e trabalham a favor da plebe, com descrição e competência.
    

14/03/2015

SONO

 

 Ontem, mais um dia nacional, ou internacional. Desta vez, dedicado ao sono, o que nos fez recordar a ótima intervenção da neurologista, Drª Teresa Paiva, no último Encontro de Bibliotecas Escolares, na Biblioteca Municipal. Falou dos hábitos do sono dos portugueses, dos efeitos da falta de sono, como no sucesso escolar, das doenças que provoca essa falta, os grupos de risco, etc. Uma palestra que muitos Pais deveriam ouvir.
   Em janeiro, no Jornal i, foi publicada uma entrevista à Drª Teresa Paiva onde todos estes assuntos estão tratados. O destaque é muito sugestivo - Há pessoas com trinta anos a dormir na cama dos pais...

13/03/2015

SEXTA-FEIRA, 13

   O número 13 sempre foi indício de infortúnios, desde tempos mais remotos. Aliá-lo a uma sexta-feira é explosivo. Dia de trevas, Dia de malefícios.
    Em Vilar de Perdizes, o Padre António Fontes recriou as tradições ligadas a estas datas e tornou as sexta-feiras 13 um acontecimento nacional.



    Se olharmos para o programa que Montalegre apresenta, vemos que as trevas serão luz para muitos dos seus habitantes - hotéis, restaurantes, lojas, etc.



  Quem lá vai, vem encantado com todo aquele ambiente. Este ano, vai ser um bom ano - há 3 sextas-feiras 13 para render...

  Tudo isto para quem não sofre de Triscaidecafobia ...

12/03/2015

O QUE EU APRENDI COM ANNE FRANK

   Recordamos o 70º aniversário da morte de Anne Frank, no campo de concentração de Bergen- Belsen, aos 15 anos,  com trabalhos de alunos do 9º A.





Ninguém é tão louco que não possa encontrar outro louco que o entenda.
Anne Frank

   Nós concordamos com isto pois a loucura é um termo relativo que pode muitas vezes ser sinónimo de discórdia em relação ao que é considerado normal. Por exemplo, alguém pode considerar-se completamente normal, enquanto as outras pessoas o acham absolutamente louco. Assim, o que muitos acham loucura, outros consideram perfeitamente normal.
Inês Mota e Afonso

Os pais somente podem dar bons conselhos e indicar bons caminhos, mas a formação final do carácter de uma pessoa está em suas próprias mãos.
Anne Frank


   A nossa opinião, achamos que a frase está correta, uma vez que é verdade. Os nossos pais simplesmente nos guiam ou, ao menos, tentam guiar pelo caminho mais acertado. São os únicos que apesar de tudo, têm sempre razão, ajudam-nos sempre a ultrapassar os momentos mais difíceis da nossa vida e nós nem agradecer sabemos.
Pessoalmente achamos que a ideia de Anne Frank e para a sua idade, naquela altura, esta frase demonstra maturidade. Muito bom!
 Viviana


Vou dedicar menos tempo ao sentimentalismo e mais tempo à realidade.
Anne Frank

  O amor por vezes, leva-nos para uma outra realidade, uma realidade diferente, uma realidade de ilusão.
  Por vezes, não conseguimos ver o que está mesmo aos nossos olhos, não nos apercebemos do que está a acontecer, e esquecemo-nos da realidade.
  Por vezes, a carência faz grandes lacunas, buracos, erros, situações inesperadas, deixando-nos tristes, desorientados. Como se costuma dizer, o amor é filho da ilusão e pai da desilusão.
 É duro sair de momentos bons, e a seguir encontrar a realidade.
                                                                        Jéssica Cardante


Só se conhece uma pessoa depois de uma briga. Só, então, é possível julgar o seu carácter.
Anne Frank


   Quando duas pessoas discutem, é que se conhece os verdadeiros pontos fracos. É quando elas se revelam e descobrimos o verdadeiro ‘eu’ da pessoa. Só conhecendo o que elas passaram é que se pode julgar as atitudes das pessoas.

Os abraços foram feitos para expressar o que as palavras deixam a desejar.
Anne Frank


   Os abraços são atitudes que revelam o que sentimos quando não temos coragem de falar, pois um abraço pode representar a maior conversa do mundo. É aquilo que vale mais do que inúmeras palavras.
José Novo

Ninguém é tão louco que não possa encontrar outro louco que o entenda.
Anne Frank

  Nós concordamos com isto pois a loucura é um termo relativo que pode muitas vezes ser sinónimo de discórdia em relação ao que é considerado normal. Por exemplo, alguém pode considerar-se completamente normal, enquanto as outras pessoas o acham absolutamente louco. Assim, o que muitos acham loucura, outros consideram sensatez.

Os pais somente podem dar bons conselhos e indicar bons caminhos, mas a formação final do caráter de uma pessoa está em suas próprias mãos.
Anne Frank


 Na nossa opinião, esta frase faz muito sentido porque os nossos pais querem sempre o nosso bem. Embora, às vezes, nós não gostemos das suas decisões temos que as respeitar, porque eles só querem o melhor para nós. Os pais nunca se enganam nos seus conselhos. Eles são os nossos melhores conselheiros da vida. Podemos falar de todos os assuntos com eles. Eles dir-nos-ão sempre, o melhor caminho para os problemas. Os nossos pais são os melhores!!!

Diogo Leites e Diogo Vieira


Apesar de tudo, ainda acredito na bondade humana.
Anne Frank


  Esta frase revela uma grande ingenuidade, compaixão e angústia, mas acima de tudo  uma grande esperança.
         
 Raquel Silva  e Ana Beatriz 




NOTA: Hoje, às 20,35, no canal National Geographic é transmitida a reportagem Anne  Frank: a história que nunca foi contada.

11/03/2015

11 DE MARÇO 1975

< 

   Há 40 anos, o dia de hoje, era o culminar de um estado de uma liberdade já um pouco difícil de se entender. Como se pode ver neste vídeo, a inquietação e o desencanto reinavam de um lado e do outro. A partir do minuto 4:28, temos como que uma revolução em direto - Adelino Gomes, jornalista, vai descrevendo um ataque, que ninguém sabia por parte de quem estava a ser feito, e vão-se ouvindo e vendo depoimentos, e um muito sui generis diálogo entre atacados e atacantes. 
  O ataque ao RAL1 - Regimento de Artilharia Ligeira 1 - sudcomandado pelo célebre major Dinis de Almeida, levou à fuga do país do general Spínola e a uma mudança drástica de governo.
  Ainda hoje, não se sabe toda a verdade, É preciso ler os jornais da época, de todas as ideologias, e ler as biografias de Mário Soares, António Spinola, Costa Gomes, Álvaro Cunhal, Jorge Sampaio, Freitas do Amaral, Almeida Santos, etc, para só falar nos nacionais, e comparar os registos. Fica-se com alguma ideia.
   
  Tempos difíceis. O ano estava apenas a começar...







10/03/2015

FLEMING

  O que têm em comum personagens como Margarida Gauthier (A Dama das Camélias), Hans Castorp (A Montanha Mágica), Ermelinda (A Morgadinha dos Canaviais)? A tísica.
   E autores como António Nobre, Cesário Verde, Emily Brontë, George Orwell, Júlio Dinis, Keats, Chopin, e outros? A tísica, tuberculose, matou-os.

Alexander Fleming (6-8-1881/11-3-1955)
   No dia 3 de setembro de 1928, no regresso de férias, Fleming notou que a cultura de estafilococos que tinha deixado no laboratório estava contaminada com fungos e que as colónias junto dos fungos tinham sido destruídas. 
   A 7 de Março de 1929 a penicilina foi isolada, permitindo o aparecimento dos antibióticos que iriam revolucionar a medicina, levando à cura de muitas doenças, entre elas, a tuberculose.
  Alexander Fleming, biologista, botânico e farmacêutico, recebeu o Prémio Nobel da Medicina, em 1945.


09/03/2015

GORDURAS



  Se seguirmos todas as indicações quanto ao que comer e beber, estamos perdidos. Leite, talvez sim, talvez não. Café, um dia um perigo, no outro, 4 por dia não fazem mal... Agora, o açúcar é o mau da fita!
  Não resistimos a transcrever a parte final de um artigo da revista E, do Expresso de 28 de fevereiro, da autoria do psiquiatra José Gameiro:

  E então, não é que agora os americanos - sempre os americanos -, nos vêm dizer que afinal as gorduras não são assim tão más? Parece que só uma pequena parte de nós é hiper-reativo aos lípidos, a maior parte não tem repercussão nos níveis de colesterol. Ovos com gema e tudo, à vontade. O demónio da moda é o açúcar. Querem um conselho, de psiquiatra? Comam cozido à portuguesa, com todas as gorduras a que têm direito, bifes mal passados com ovo a cavalo, mas não se esqueçam de pôr adoçante no café...
   Só mais um pormenor, o vinho tinto continua a valer, depois é só andar um bocado a pé para baixar a alcoolemia e dormir a sesta... E boa sorte para o centésimo aniversário. Já não conhecem ninguém, mas é tudo gente amiga.

08/03/2015

LIVROS


   É muito usual que, quando alguém visita a biblioteca particular de um grande apreciador de livros, saia a pergunta mil vezes repetida:
    - Já leste estes livros todos?

    Há dias, ao ler o prefácio do catálogo do leilão de livros da Biblioteca de Ramiro Teixeira, um grande amigo de livros, organizado pela Livraria Manuel Ferreira, que ontem terminou no Porto, ficamos encantados com este excerto que responde à fatal pergunta:
     ... algumas vezes até carcereiro de livros que nunca leu e jamais virá a ler! A natureza humana é assim, motivo pelo qual há quem possua automóveis de grande cilindrada, com atributos para atingir  250 e mais quilómetros por hora e não circule a mais de 120, (...). Ou possua a capacidade de sintonizar 150 ou mais canais de televisão e não vá além da utilização de uma dezena!

07/03/2015

BOLERO

  Bolero, de Maurice Ravel, foi uma obra encomendada pela bailarina russa Ida Rubinstein. Composto em 1928, é uma peça de um só andamento, a mais famosa de Ravel.
  Em 1929, Toscanini dirigiu a Filarmónica de Nova Iorque, na estreia americana da obra, alterando o que, para Ravel, seria o tempo exato. A discussão entre os dois génios tornou-se lendária, cada um tentando convencer o outro.
 Tema de vários filmes, foi com Bo Derek, em 10, que alcançou uma fama incomensurável.
    


   Maurice Ravel nasceu a 7 de março de 1875. 

06/03/2015

MIGUEL ÂNGELO


  Escultor, pintor, arquiteto, poeta e engenheiro, Miguel Ângelo nasceu a 6 de março de 1475. Exemplo maior de um Homem da Renascença, de entre as suas inúmeras obras, destacamos duas:

Pietà
 Esculpida em 1498-99, Pietà, peça em mármore encomendada pelo Cardeal Jean de Bilhères, representa o sofrimento e o amor maternal. Única obra assinada pelo autor, encontra-se na Igreja de S. Pedro. Em 1972, 21 de maio, o geólogo Laszlo Toth danificou a escultura com um martelo, causando graves danos no braço, nariz e sobrancelhas de Maria, ao mesmo tempo que gritava Sou Jesus. Depois de restaurada, a escultura encontra-se protegida por uma caixa de vidro à prova de bala.

   A fotografia premiada pelo World Press Photo, em 2012, é de uma Pietà moderna, com o nome conhecido das figuras fotografadas e uma realidade bélica que não termina. Fatima e Zayed não são modelos que posam são uma mãe e um filho ferido, no Iémen.


 A outra obra em destaque, ainda mais monumental, com 500m2, com 300 figuras, com nove episódios do Génesis, que demoraram quatro anos a pintar, de 1508-1512, é o teto da Capela Sistina, toda ela uma obra de arte com inúmeras interpretações como aqui podem ver, sem milhares de turistas à frente a fazerem selfies...

Criação de Adão


05/03/2015

CITROËN


   André Citroën (1878-1935), um dos grandes construtores de automóveis. foi o criador de três modelos ícones da indústria automóvel. Nos anos 30, o famoso 11 BL, conhecido como a Arrastadeira.



  Em 1948, o dois cavalos, utilitário, todo-o-terreno, moderno, descapotável, despretensioso, imagem de uma vida descontraída ao ar livre.


   O mítico Citroën DS chega em 1955, conhecido como boca de sapo. O oposto do 2 CV - luxuoso, tecnologia de ponta, conforto, status, um bem-estar social. Roland Barthes, em Mitologias, joga com a sigla DS e chama-lhe Déesse (deusa) e considera-o a nova catedral.


   As bibliotecas itinerantes, criadas pela Fundação Calouste Gulbenkian, em 1958, eram "transportadas" numa carrinha Citroën. Aqui, a carrinha da Biblioteca Itinerante da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.